Exigências e aperfeiçoamento elevam busca pela Licenciatura no Brasil

O Brasil tem 1,4 milhão de professores lecionando nas salas de aula do ensino fundamental, de acordo com o Censo Escolar da Educação Básica 2019, realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Fatores como exigência da Licenciatura para concursos públicos e a necessidade da formação de professores com didática e práticas de ensino contribuíram para que fosse registrado um aumento no número de professores com Licenciatura no país.

Um percentual que vem crescendo nesse cenário é o de professores do primeiro ao nono ano da Educação Básica que possuem ensino superior completo com Licenciatura. Esses profissionais representam 83, 2% dos docentes lecionando na área.

O Censo Escolar identificou, também, que 5,2% de professores dos anos iniciais têm nível médio ou inferior. Ainda assim, a formação dos educadores para esta fase do ensino tem melhorado, é o que mostra o percentual de professores com Licenciatura, que aumentou 2,3 pontos percentuais, quando comparado com o ano de 2018.

Uma hipótese para o aumento do número de professores licenciados está relacionada à exigência da Licenciatura por parte do governo e, consequentemente, das escolas. Somente o professor licenciado é habilitado para concorrer às vagas para o cargo por meio de concursos públicos.

A Licenciatura, diferentemente do bacharelado, habilita o profissional a atuar como professor na Educação Infantil, nos ensinos Fundamental e Médio. São cursos superiores de graduação que formam profissionais Licenciados em Química, Física, Letras, Matemática, Geografia, Ciências Biológicas e Pedagogia, por exemplo.

O aumento de professores licenciados também está associado à necessidade de aperfeiçoar o exercício da profissão.

A vontade de lecionar e a vocação para desenvolver a atividade levam muitas pessoas a buscarem a Licenciatura para aprender as práticas de ensino.

Embora muitos profissionais entrem no curso conhecendo seu talento para a atividade, também existe quem só descubra o gosto pela profissão na faculdade. Este é o caso da Licenciada em Letras Vernáculas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), Maiane Leite, que entrou no curso inspirada em dois professores e se encontrou na profissão algum tempo depois.

"Eu nunca pensei em ser professora, mas quando entrei no curso gostei muito. A gente começa a ver que Letras não é só estar em sala. Eu aprendi muito com a Licenciatura, coisa que o bacharelado não permite. Quem faz bacharelado não pode ser professor, então quem quer lecionar o caminho é ir para a Licenciatura", pontua a profissional.


Fonte: https://www.em.com.br/app/noticia/educacao/2020/03/03/internas_educacao,1125845/exigencias-e-aperfeicoamento-elevam-busca-pela-licenciatura-no-brasil.shtml


Comentários da notícia