Justiça nega pedido de liminar da OAB para barrar cursos de direito a distância

A Justiça negou pedido de liminar da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) nesta sexta-feira (28/02) para tentar impedir que novos cursos de direito a distância sejam autorizados. Segundo a decisão, cabe ao MEC fiscalizar a modalidade.

Sólon Caldas, diretor-executivo da ABMES (Associação de Mantenedoras de Ensino Superior), diz que o ensino a distância é uma tendência mundial. Já a OAB argumenta na Justiça que falta regulamentação para autorizar os programas. Procurada, a entidade diz que vai recorrer ao Tribunal contra a decisão de primeira instância.



Fonte: https://abmes.org.br/noticias/detalhe/3649/justica-nega-pedido-de-liminar-da-oab-para-barrar-cursos-de-direito-a-distancia


Comentários da notícia