Por que a inteligência artificial será o próximo Software as a Service?

Lembra quando o Software as a Service (SaaS) era visto como o futuro da computação? Apesar de o SaaS estar no circuito desde os anos 1960, um período quando computadores eram enormes e poucos negócios poderiam bancá-los, a modalidade só foi conseguir o seu momento no final dos anos 1990 quando a internet se tornou um recurso amplamente usado e acessível. A internet significava que negócios poderiam deixar as aplicações dos data centers, desentupindo os mainframes, LANs ou mesmo os hard drives locais com programas e dados.

Aqueles que inovaram com o software na época do boom das ponto.com viram as vantagens do modelo de receita recorrente SaaS (pagando uma assinatura mensal ou anual pelo acesso a aplicativos) e nasceram pioneiros do setor como Salesforce e Evernote. O SaaS também era uma maneira de as empresas de pequeno e médio porte ganharem fôlego. Elas poderiam se inscrever nos principais aplicativos de software que impulsionavam a eficiência e a inovação sem grandes investimentos em hardware e infraestrutura.

Como o SaaS vem sendo usado há mais de 20 anos, é uma excelente maneira de entender onde o mercado está hoje com outra tecnologia em ascensão: a inteligência artificial, à medida que mais empresas o utilizam para inovar e avançar sem o tempo e as despesas de desenvolvimento de seus próprios sistemas baseados em IA.

Agora é a vez da IA

Como o SaaS, a IA existe desde os anos 1960. No entanto, até agora, as limitações computacionais a impediam de florescer. Até então, somente certa quantidade de dados podiam ser acessados e processados de uma só vez. O recente e exponencial aumento do poder de processamento computacional é a razão pela qual as possibilidades de IA explodiram.

Atualmente, os computadores podem acessar conjuntos massivos de dados e concluir tarefas sofisticadas em milissegundos. Eles têm o poder computacional para realizar um trabalho que requer comportamentos humanos como aprendizado e pensamento. Agora, as empresas estão começando a identificar cada vez mais lugares onde transferem trabalho direto e processos básicos para a IA.

Assim como o SaaS, há 20 anos, a IA é uma nova maneira de as empresas superarem, aproveitando a tecnologia que aprimora os recursos de eficiência e inovação.

As grandes empresas globais de tecnologia têm uma vasta ciência de dados e recursos de coleta e o talento interno para projetar e programar soluções sofisticadas com infusão de IA. No entanto, a maioria das pequenas e médias empresas precisa do apoio de recursos externos para explorar o poder da IA sem assumir grandes investimentos em desenvolvimento e contratação de talentos em tecnologia.

Fornecedores de AI as a Service para ficar de olho

Líderes globais de tecnologia como Google, IBM, Amazon, Microsoft e Salesforce, que possuem grandes plataformas públicas baseadas em nuvem, estão evoluindo para provedores de serviços de AI (ou AIaaS) de SaaS. Esses gigantes da tecnologia estão impregnando suas plataformas e serviços em nuvem com recursos de IA, como reconhecimento de fala, identificação de imagem/face e análise preditiva.

Por exemplo, o Google, em sua enorme plataforma de nuvem, oferece ferramentas como o AI Hub, o AI Building Blocks e a AI Platform para ajudar as organizações a incorporar os recursos de IA em seus projetos e aplicativos.

Também oferecendo IA na forma SaaS, a Amazon possui o SageMaker, um serviço da Web que a Amazon descreve como uma ferramenta para permitir que “desenvolvedores e cientistas de dados construam, treinem e implantem modelos de aprendizado de máquina em qualquer escala de maneira rápida e fácil”.

As ofertas de IA dos grandes líderes de tecnologia continuarão a se expandir à medida que as empresas pioneiras em tecnologia ingressarem no mercado de AIaaS, em rápido crescimento, para fornecer soluções concorrentes e interrupções inventivas.

A boa notícia para as empresas sem os recursos para criar sua própria equipe de cientistas e desenvolvedores de dados com inteligência artificial é que eles não precisam ficar de fora desse rápido avanço da tecnologia. Assim como o SaaS reduziu a complexidade e o investimento associados à propriedade e ao gerenciamento de software, o AIaaS está reduzindo o custo e a complexidade de otimizar a inteligência de negócios com a IA.



Fonte: https://cio.com.br/por-que-a-inteligencia-artificial-sera-o-proximo-software-as-a-service/


Comentários da notícia