Conheça 5 novas profissões que conquistaram o mercado

As crianças do mundo de hoje podem achar inimaginável a existência de certas profissões do passado, como vendedor de enciclopédias e operador telefônico. Por outro lado, as crianças de poucas décadas atrás não poderiam sequer imaginar a criação de algumas das profissões que existem hoje.

Embora a evolução da tecnologia tenha tornado alguns trabalhos obsoletos, ela certamente criou um enorme leque de novas profissões. De acordo com o Panorama de Salários em Tecnologia 2018, da plataforma Revelo, os profissionais de tecnologia vêm sendo cada vez mais valorizados pelo mercado e têm salários acima da média no Brasil. Conheça 5 novas profissões que estão em alta.

1. Desenvolvedores e engenheiros de softwares

Dentro do mercado da tecnologia no Brasil, uma das funções mais bem remuneradas é a dos desenvolvedores, que ganham em média R$ 6.400 por mês, segundo a pesquisa da Revelo.

Geralmente formados em Engenharia ou Ciências da Computação, os profissionais de software

são responsáveis pela elaboração e manutenção de softwares, ou seja, são os criadores de sistemas e programas computacionais – produtos sem os quais a humanidade hoje já não sabe mais viver.

Há uma série de cargos que podem ser ocupados por desenvolvedores e, de forma geral, eles são bastante valorizados pelo mercado. Veja as faixas salariais de algumas posições na área, apontadas pelo Guia Salarial 2019 da empresa global de recrutamento Robert Half:

Desenvolvedor Mobile: entre R$ 6.000 e R$ 11.000;

Desenvolvedor Front-End: entre R$ 3.500 e R$ 12.000;

Engenheiro de Software: entre R$ 9.500 e R$ 18.000.

2. Profissional de cibersegurança

Já há alguns anos vem se notando uma defasagem de profissionais na área de cibersegurança, um campo de trabalho cada vez mais valorizado, devido à crescente insegurança no mundo digital – que, por sua vez, é hoje imprescindível para qualquer empresa. A faixa salarial dos profissionais de cibersegurança certamente reflete esse cenário, como você pode ver abaixo nos dados da Robert Half:

Analista de Segurança: entre R$ 3.500 e R$ 12.000;

Gerente de Segurança da Informação: entre R$ 15.000 e R$ 25.000.

3. Profissional de Marketing Digital

O Marketing sofreu uma profunda transformação com o advento da Internet. A área precisou se adaptar rapidamente aos novos hábitos dos consumidores, ao mesmo tempo que buscou desenvolver métodos e ferramentas mais eficientes, que exploravam da melhor forma possível as possibilidades do universo digital.

Os profissionais que se especializaram nas novas mídias e nas diversas ferramentas que elas oferecem para o Marketing têm colhido bons frutos, já que cada vez mais empresas querem desenvolver e aprimorar a sua presença digital e se interessam por anúncios on-line, Marketing de Conteúdo, SEO, entre tantas outras estratégias criadas após o surgimento da Internet.

Salários:

Analistas de Marketing Digital (média salarial segundo a Revelo): R$ 4.588;

Coordenador de Marketing Digital (segundo a Robert Half): de R$ 5.000 a R$ 9.500.

4. Web Designer

Como o próprio nome já indica, o web designer é um designer de interfaces para websites e aplicativos. O designer geralmente trabalha em parceria com desenvolvedores e, por vezes, profissionais de Marketing, para tornar a experiência dos usuários a melhor possível, ao mesmo tempo que atende às necessidades do proprietário do site, blog ou aplicativo. De acordo com o site Salário, a remuneração média de um web designer no Brasil é de R$ 2.622.

Piso salarial do web designer: R$ 1.500;

Teto salarial do web designer: R$ 3.963.

5. Analistas de Big Data e Business Intelligence

Não é a toa que a Era Digital é também chamada de Era da Informação. Nunca tantos dados foram gerados, armazenados e tornados disponíveis. O processamento e a análise de um grande volume de dados são as funções de uma das mais novas profissões do mundo: analista, ou cientista, de Big Data. Estes profissionais estão entre os cinco mais contratados no Brasil e, conforme revelou a empresa Robert Half, têm salários bastante atraentes:

Analista de Big Data: de R$ 5.500 a R$ 12.500.

Especialista de Big Data: de R$ 12.000 a 22.000.




Fonte: https://noticias.universia.com.br/ciencia-tecnologia/noticia/2019/07/07/1165529/conheca-5-novas-profisses-conquistaram-mercado.html


Comentários da notícia