Brasileiro cria app para quem quer aprender mandarim

03/01/2014 - App Mandarin Journey em iPhone: desenvolvido por um brasileiro, app está disponível apenas para iOS e em português São Paulo – Apps que se propõem a ensinar diferentes idiomas aos seus usuários estão em alta. Depois do Duolingo, eleito melhor app para iPhone de 2013 pela Apple e que oferece aulas de inglês, alemão, espanhol e francês, brasileiros podem agora aprender mandarim com o Mandarin Journey. Disponível em português e inglês, o app funciona como um game. Nele, o usuário assume o papel de um jovem americano de descendência chinesa que visita o país depois de receber uma misteriosa carta de seu tio. O jogador vai então desbloqueando o significado de diferentes ideogramas e suas decisões ao usar a língua impactam na maneira como a história se desenrola. Cada uma das novas palavras conta com representação também no alfabeto latino e é acompanhada de áudio para que a pronúncia correta seja compreendida. A ideia de desenvolvimento do app veio do brasileiro Marcelo Zilberberg, aluno de um programa de MBA do Massachusetts Institute of Technology (MIT). Enquanto aguardava o início das suas aulas no centro universitário americano, decidiu embarcar para a China para um curso de mandarim de cinco meses. Antes, contudo, procurou formas de aprender algumas noções básicas do idioma. Ao procurar por apps que pudessem ajudar nesta tarefa, Zilberberg percebeu que as poucas alternativas eram todas direcionadas ao público infantil. “A melhor maneira de um adulto aprender um novo idioma é vivendo no exterior”, explicou Zilberberg. “Mas percebi que poderia transmitir um pouco da minha experiência na China na forma de uma revista em quadrinhos interativa e que oferecesse os elementos que não encontrei em outros softwares de idiomas.” A história é dividida em capítulos e o primeiro deles é gratuito. Por enquanto, o Mandarin Journey está disponível para download apenas em iOS. A animação abaixo, produzida pelo estúdio brasileiro Mother Gaia, parceiro de Zilbeberg no desenvolvimento do app, mostra algumas cenas do game.
Fonte: Portal Exame - São Paulo/SP


Comentários da notícia