A letra mais comum no gabarito, autor mais citado e outras estatísticas do Enem

Nos últimos cinco anos resposta B apareceu mais que as outras e geógrafo Milton Santos é o nome mais comum em provas


 O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) chega à sua 10ª edição no atual formato neste domingo e O GLOBO separou algumas estatísticas curiosas sobre o maior vestibular do país. Sabia que a letra B aparece um pouco mais que as outras no gabarito oficial dos últimos cinco anos? E que 85% dos candidatos de Roraima optaram pelo espanhol na prova de língua estrangeira no ano passado, enquanto 64% dos inscritos de São Paulo preferiram o inglês? O geógrafo Milton Santos é o autor mais citado nas provas de humanidades, e a competência com menor média da prova de redação é a que avalia se o candidato propôs ações ou soluções para o problema abordado? Confira:

Vai chutar no Enem? Veja qual é a letra mais comum nos gabaritos dos últimos anos

Se você perdeu os aulões do Enem promovidos pelo GLOBO e acha que vai ter dúvidas sobre algumas — ou várias — das respostas da prova, pode tentar a sorte marcando ao menos uma das respostas no gabarito. Teoricamente, há 20% de chances de acerto escolhendo uma resposta aleatoriamente, já que são cinco possíveis. Mas será que os gabaritos dos últimos anos têm alguma "preferência" por uma letra? Fizemos o levantamento das provas dos últimos cinco anos. Há uma ligeira igualdade nas respostas dos oito cadernos de aplicação entre 2013 e 2017, mas a letra B é um pouco mais comum, aparecendo como a resposta correta em 21,5% da vezes no período. Já a letra E é a menos comum: 18,4% das vezes.

Frequência das letras nos gabaritos entre 2013 e 2017:

A: 19% B: 21,5% C: 20,8% D: 20,2% E: 18,5%

Propor soluções para o problema abordado é maior desafio da redação do Enem

Entre as competências avaliadas na redação do Enem neste domingo a mais desafiadora para os candidatos deve ser a que avalia se o texto oferece propostas de ações para o problema citado. Dados do Inep mostram que nos últimos três anos a pontuação média da competência que verifica se o candidato elaborou "proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos" é a mais baixa dentre as cinco avaliadas na composição da nota.

Cada uma das competências recebe pontuações de 0 a 200 que são somadas para a composição da nota final. Ano passado a média da competência 5, que verifica as soluções propostas, foi de 85, enquanto a nota média das outras quatro competências ficou entre 113 e 124. Em 2015 e 2016 essas médias foram ainda piores: 79,5 e 78,8 respectivamente.

Geógrafo Milton Santos é o autor mais citado nas provas de humanas do Enem

O Enem chega à sua 10ª edição no formato atual em 2018 e desde então o geógrafo Milton Santos foi o autor mais citado em questões das provas da área de humanidades. Vencedor, em 1994, do prêmio Vautrin Lud, considerado o Nobel da geografia o pesquisador brasileiro já foi citado cinco vezes nas provas. Ao todo, 257 autores diferentes já foram usados como referência nas questões.

No ano passado 85% dos candidatos de Roraima optaram pelo espanhol no Enem; veja o percentual por estado

Se a tendência se repetir, os candidatos de Roraima devem majoritariamente fazer a prova de língua estrangeira em espanhol. No ano passado 85% dos residentes no estado que participaram do exame optaram pela língua falada nos países vizinhos. Em São Paulo, por outro lado, 64% dos inscritos preferiram fazer a prova em inglês (veja no gráfico as proporções).

Também há diferenças na escolha de candidatos da língua pelos candidatos de acordo com o tipo de escola onde cursaram o ensino médio: 69% dos egressos de colégios da rede particular preferiram ser examinados em inglês, enquanto esse percentual é de 47% entre os que vieram de escolas públicas. 


Fonte: https://oglobo.globo.com/sociedade/educacao/enem-e-vestibular/a-letra-mais-comum-no-gabarito-autor-mais-citado-outras-estatisticas-do-enem-23210286


Comentários da notícia