Projeto de leitura e escrita forma autores mirins mobilizados pela causa ambiental

Professora conta como desenvolveu atividade interdisciplinar para abordar diferentes conteúdos do quarto ano do ensino fundamental 

Sou professora do 4º ano na Escola Municipal Nossa Senhora do Rosário, que fica em Manaus (AM). Logo que iniciamos o ano letivo de 2018, fizemos um diagnóstico inicial e constatamos que a grande maioria dos alunos não tinha o hábito da leitura e escrita. Desta forma, escolhemos trabalhar com o projeto interdisciplinar “Autores Mirins”, em que escolhemos a utilização de gêneros textuais para abordar conteúdos previstos da série, sem a fragmentação do ensino.

O projeto propõe colaborar para o desenvolvimento da leitura e da escrita por meio de atividades que unem diferentes disciplinas e despertem nos alunos o desejo de aprender de forma criativa e prazerosa, estimulando suas capacidades cognitivas e sociais.

Para chegar estimular a linguagem oral e escrita, lemos a história infantil “Essa tal de natureza”, da autora Leyla Leong. A obra trata de fatores que podem ameaçar o meio ambiente, como a ignorância, a indiferença e a ambição. Sua mensagem é de conscientização, com o objetivo de despertar os leitores para a importância de uma atitude em relação à natureza.

A partir dessa leitura, surgiram muitas atividades que foram desenvolvidas em sala de aula, como rodas de conversas, produções textuais, interpretações orais e escritas, confecção de maquete, exposição de textos, utilização de softwares, músicas, artes e produção de um livro com os textos construídos pelos alunos.

O eixo de linguagem oral e escrita foi trabalhado a partir de conversas sobre questionamentos da ação do homem sobre a natureza, seus benefícios e malefícios. Foram apontados diversos questionamentos de como poderíamos minimizar os efeitos das ações do homem. Também fizemos a produção textual de uma carta e de textos relacionados à temática, trabalhando itens como coerência, coesão dos textos, ortografia e gramática.

Na área de ciências naturais e sociais, estudamos a ação do homem sobre a natureza, a alimentação, seu agir pessoal e coletivo com respeito, autonomia, responsabilidade, flexibilidade e resiliência. Em geografia, foram feitas pesquisas e a construção de maquete sobre a paisagem natural e paisagem modificada, além de tratar sua importância para o homem e estudar modo de vida urbano e qualidade de vida, áreas protegidas, conservação ambiental, cidadania, pluralidade cultural, produzir sem degradar, entre outros.

Não podemos deixar de analisar a temática da sociedade, centrada no consumo e no desperdício irracional de recursos, fazendo as devidas inferências sobre o meio ambiente. •Além disso, trabalhamos nos conteúdos de arte: música, percepção de som, ritmo, melodia, letras, rimas e elementos da linguagem visual.

Considerando as competências do letramento matemático, realizamos situações problemas em múltiplos contextos, utilizando diferentes registros e linguagens, como gráficos e tabelas.

Para trabalhar com as TICs (Tecnologias da Informação e Comunicação), também usamos softwares na construção de imagens representativas sobre o meio ambiente, o que permitiu inúmeras possibilidades de tornar a didática mais envolvente e assimilativa. Isso ajudou a captar a atenção do aluno de uma forma mais aguda e consequentemente aumentar as chances de um aprendizado de sucesso.

A participação da família foi imprescindível para a realização deste projeto, pois houve o envolvimento dos pais na construção de cada ação, seja direta ou indiretamente. E na culminância do projeto foram apresentados as ações e os resultados aos responsáveis pelos alunos.

O projeto vai continuar sendo aplicado em nossa prática, pois possibilitou dinamizar os conteúdos e acompanhar os níveis de leitura e escrita dos alunos. O professor que realizá-lo com certeza terá um retorno satisfatório do progresso de seus alunos. Mas é válido mencionar que não é algo fácil, requer dedicação, paciência e empenho.

Considero que este tipo de ação não se esgota apenas em sala de aula. Sua aplicação está presente na comunidade, seja na família ou na escola, na construção humana, histórica e social.


Fonte: http://porvir.org/projeto-de-leitura-e-escrita-forma-autores-mirins-mobilizados-pela-causa-ambiental/


Comentários da notícia