Criptomoeda Brasileira Promete Aumentar Doação de Sangue

18/05/2018 - Doação de sangue incentivada por uma criptomoeda. Parece inusitado, mas é real. A Blood Donation Coin (BBRC) é o primeiro ICO idealizado e desenvolvido por brasileiros com esse objetivo e não possui fins lucrativos.

Com o slogan ?Sua doação pode salvar até 4 vidas?, a BBRC diz que arrecadará investimentos com sua moeda criptografada para manter uma campanha permanente de incentivo à doação de sangue.

O ICO brasileiro promete doar 10% do projeto para os hemocentros e hemonúcleos. Além dos projetos de doação de sangue, a empresa afirma ter parcerias internacionais de hemocentros e hemonúcleos espalhados pelo mundo.

Em entrevista ao Portal do Bitcoin, Matheus Grijo, criador do projeto, explica que essa doação vai ser feita de forma voluntária pelos mineradores e pelas pessoas comuns que têm a carteira. ?Essas moedas são enviadas para uma carteira ?global?, na qual é dividido de maneira igual para todos os hemocentros participantes do mundo inteiro. Essa doação de 10% é totalmente voluntária, em alusão à doação de sangue?.

Os idealizadores do projeto tratam sobre a problemática envolvendo a crise dos bancos de sangue pelo país.?As estatísticas atuais são muito tristes pois, segundo o Governo Federal, apenas 1.8% da população brasileira doa sangue. A ONU considera ?ideal? uma taxa entre 3% a 5%, caso do Japão, dos Estados Unidos e de outras nações desenvolvidas?, relatam.

Blood Donation Coin

A nova criptomoeda é apresentada como uma solução para melhorar a estrutura dos hemocentros e ate mesmo com financiamento de campanhas para doação de sangue. ?Com essas moedas em posse os hemocentros poderão usar da maneira na qual eles acham melhor. Seja com a venda delas para aumentar as campanhas internas de doação de sangue ou para melhorar sua infraestrutura, afirma Grijo.

Matheus Grijo conta que a ideia de começar o projeto ocorreu em fevereiro. Ele relata que, pelo fato de ter o sangue ?O negativo? ? doador universal ?, recebia inúmeros telefonemas e e-mails de hemocentros solicitando sua doação.Então, ele resolveu pegar ?esse entusiasmo do público jovem em criptomoedas e tentei converter e abordar o tema de doação de sangue.?

Assim como Bitcoin, a Blood Donation Coin possui o número máximo de moedas a serem mineradas. Segundo informações trazidas no white-paper desse ICO, o montante de BBRC será de 18.446.744 unidades.

Ela é um fork (uma derivação de moeda pré-existente) da Bytecoin (BCN), moeda que foi lançada em julho de 2012 e utiliza a tecnologia CryptoNote, a qual trabalha com o algoritmo CryptoNight.

Maior privacidade

As transações ocorridas na CryptoNote não são lincáveis e isso aumenta a privacidade daqueles que utilizam moedas criptografadas fundadas nessa tecnologia.

Segundo os idealizadores da BBRC, essa tecnologia tem um diferencial que eles chamam de assinaturas em anel, pelas quais as transações são verificadas por várias chaves públicas. ?Neste caso, a transação é assinada por um grupo de usuários?.


Fonte: https://portaldobitcoin.com/criptomoeda-brasileira-promete-aumentar-doacao-sangue/


Comentários da notícia